A Newsletter é um e-mail que se envia para informar alguém, mas também é muito usado no marketing por ser uma forma de manter sua audiência engajada oferecendo promoções, contando novidades, etc.

Há quem ache que e-mail marketing seja coisa do passado, no entanto tem se mostrado uma dos meios mais eficientes quando o assunto é reter clientes de uma forma barata. Ainda é possível fazer mais, e além de divulgar sua marca, você também pode informar através de uma newsletter. Entenda o que significa essa ferramenta potente, e como ela pode ajudar seu negócio!

O que é newsletter e como funciona?

Primeiro de tudo, vamos compreender o que significa newsletter. Trata-se de um tipo de e-mail em formato de boletim informativo que tem por objetivo fidelizar a audiência de uma marca.

Pode-se dizer que é uma ferramenta de marketing de conteúdo que divulga um produto ou serviço e informa ao mesmo tempo, sendo rentável graças ao baixo investimento.

Seu mecanismo também não é complexo, tornando-se uma opção bastante acessível para grande parte das empresas. No entanto, variáveis como a periodicidade, o conteúdo a ser disparado e principalmente, um bom CTA, são as partes mais desafiadoras desse tipo de e-mail marketing.

Por conta disso, é preciso ter muita atenção e cautela antes de optar por ele. Vamos falar mais sobre seu funcionamento e como criá-la, mais abaixo.

Por que investir em newsletter?

Ok, até aqui já entendemos o que significa newsletter, mas por que investir nela se há tantas redes sociais por aí que permitem fazer conteúdo de graça, não é mesmo?

E a resposta é: porque é uma excelente forma de encorpar seu Inbound marketing e fidelizar seus potenciais clientes, através de um conteúdo de valor e que chame a atenção.

Além da possibilidade de informar, a newsletter ainda oferece a oportunidade de um conteúdo personalizado, o que por si só já é um diferencial, já que é isso que muitos consumidores buscam e, por vezes, não encontram na internet.

Por isso, se você pensa em criar uma newsletter para a sua marca, saiba que pode estar com a faca e o queijo na mão para lucrar mais. Veja como criar uma newsletter chamativa e de valor, a seguir:

Como criar uma newsletter e se diferenciar com ela?

Separamos alguns pontos essenciais para se estar atento no momento de criar a sua newsletter. Confira quais são eles:

1. Defina o objetivo da sua newsletter

Assim como com qualquer outra estratégia de marketing, tudo começa com um objetivo. Afinal, qual é o objetivo da sua newsletter e por que você pretende utilizar esse formato de marketing?

Por exemplo, seu intuito é divulgar algum conteúdo informativo, como notícias e artigos, ou promover algum produto ou serviço, como um curso?

Saber responder a essas perguntas ajuda a ter um norte de para onde o usuário será direcionado assim que clicar no seu e-mail, logo, como o conteúdo que ele irá acessar poderá lhe ser útil e levá-lo a jornada de compra.

2. Escolha uma boa ferramenta de envio de newsletter

O cuidado ao criar uma newsletter também envolve por qual meio ela será enviada. A questão principal nem diz respeito ao investimento, pois muitas delas são até gratuitas, mas sim à qualidade do provedor.

Aqui é importante frisar que boletins informativos nunca devem ser enviados pelo Gmail ou por um provedor comum. Portanto, não tente fazer isso por conta própria já que o risco da newsletter não atingir o alvo desejado e ainda cair direto no spam é enorme.

Por essa razão, faça uma boa pesquisa antes de escolher qual ferramenta de disparo de e-mails utilizará. Algumas delas, inclusive, possuem CRM integrado, o que ajuda muito no acompanhamento da evolução da jornada dos leads captados.

Alguns exemplos de ferramentas de e-mail marketing com CRM integrado são:

3. Tenha uma boa periodicidade mas não exagere

A frequência com que o seu conteúdo é enviado também é um fator importante da equação, principalmente porque se você não souber dosar a quantidade de vezes que uma newsletter surge na caixa de entrada do seu potencial cliente, ela pode se tornar um tiro no pé.

Afinal, quem gosta de ser importunado de maneira repetitiva com o mesmo conteúdo, três vezes por dia, por exemplo? Certamente ninguém!

Então, defina uma boa periodicidade para enviar sua newsletter, porém só o suficiente para que sua marca seja lembrada, e não peque pelo exagero.

4. Muita atenção na hora de criar o layout da sua newsletter

A parte gráfica também pode representar a diferença entre o ganho ou a perda de um cliente, então muita atenção!

O visual, a configuração da página, a fonte…tudo isso deve ser levado em consideração para que a leitura seja prática, agradável e vá direto ao ponto.

5. Escolha um bom conteúdo

A chave para uma newsletter de sucesso ainda se chama curadoria de conteúdo. Nesta etapa, vale a pena fazer algumas perguntas quanto a sua persona:

  • Por que ela quer receber a sua newsletter?
  • Qual a faixa etária dela?
  • O que ela está buscando?
  • Como o seu conteúdo pode ajudá-la?

Com as respostas em mão, já é possível escolher qual conteúdo enviar por newsletter. Dentre alguns exemplos, estão:

  • Artigos do blog da empresa;
  • Novos Guias, e-books, webinars;
  • Promoções, benefícios e cupons exclusivos;
  • Anúncios de próximos eventos.

O objetivo final desse tipo de marketing não é vender, mas sim estreitar os laços com o seu cliente e informar, gerando autoridade e confiança. Portanto, se quiser promover algum produto ou serviço a partir da sua newsletter, faça-o com sutileza.

Lembre-se de que a função do marketing de conteúdo é despertar o desejo através da geração de valor e não da publicidade massiva.

6. Jamais tire a autonomia do seu consumidor

Esse é um dos piores erros que uma marca pode cometer sob qualquer circunstância. Retirar a autonomia do consumidor da equação ou não respeitá-la significa não somente que você não entende os seus desejos, como também, que espera que a compra seja feita “na marra”.

Sempre disponibilize um botão ou link para descadastro, a fim de que o usuário possa parar de receber seus conteúdos, se assim ele desejar. Respeitar os desejos dele é mais importante do que ser insistente e acabar perdendo-o de vez.

7. Priorize a personalização sempre

Não custa relembrar: a newsletter é um meio de fazer marketing personalizado, então, ao redigir seus textos para o remetente inclua o nome dele já na saudação inicial, e aproveite as possibilidades para se aproximar ainda mais do seu potencial cliente.

Quais cuidados tomar ao criar uma newsletter?

Se você pensa que o trabalho de criar uma newsletter termina assim que o objetivo, a ferramenta, a lista de remetentes, o conteúdo e o layout estiverem definidos, não se engane.

O trabalho pós-criação é tão ou mais importante, principalmente para corrigir possíveis erros antes do envio derradeiro. Confira alguns cuidados para se tomar antes de enviar sua newsletter:

1. Não exagere na quantidade de informações

Bom conteúdo não significa conteúdo extenso. Prefira otimizar o que irá no corpo da sua newsletter e lembre-se que grande parte das pessoas que entra no provedor de e-mails, recebe milhares de mensagens por dia, em sua maioria de publicidade, e obviamente não dá para abrir todos.

Portanto, opte por um conteúdo prático, rápido e informativo e claro, capriche na call to action (CTA), pois o destaque aqui faz toda a diferença.

2. Seja mobile friendly

Não tem jeito: o celular faz parte do nosso dia a dia para tudo, inclusive quando precisamos acessar ou enviar um e-mail.

Lembre-se de que a estrutura da sua newsletter precisa ser clara e acessível também para quem a acessa por dispositivos móveis.

3. Respeite a privacidade da sua lista de remetentes

Ninguém deseja ter os próprios dados pessoais vazados na internet ou à vista de todo mundo, então esteja atento a privacidade da sua lista de remetentes também.

Não compartilhe ou venda contatos aos quais você tem acesso para terceiros, crie um documento de política de privacidade e siga-o à risca. Além do cuidado de proteger seus clientes, essa ação também demonstra a credibilidade da sua marca.

4. Não deixe de responder seus assinantes

Certifique-se que alguém estará a postos para tirar dúvidas e responder todas as demandas daqueles assinantes que virem a entrar em contato com a sua marca. Dessa forma, a proximidade entre vocês tende a se estreitar ainda mais.

5. Revise a newsletter antes de enviar

Por fim, antes de clicar em “enviar” revise todo o seu conteúdo e tenha a certeza que ele está bem resumido e sem erros de português.

Esse ato, por mais simples que seja, pode ser a diferença entre um mero cliente em potencial e um consumidor ativo da sua marca. Tenha em mente que cada mero detalhe aqui conta para a sua construção de relacionamento e credibilidade.

Conclusão: a newsletter pode ser uma alternativa barata e muito eficaz para marketing

Em resumo, optar pela newsletter para estreitar os laços e divulgar o conteúdo da sua marca pode ser uma alternativa acessível e eficiente, mas que como qualquer outra ferramenta de marketing, precisa de cautela, estudo e uma boa estratégia traçada para funcionar.

E você, já investe em newsletter para o seu negócio ou ainda não? Se precisar de ajuda com essa estratégia ou na configuração da sua ferramenta preferida para isso, fale com a gente!

Mariana Oshima

Publicitária, apreciadora de boas histórias e escritora de corpo e alma. Apaixonada por livros, e mais apaixonada ainda pela possibilidade de tocar as pessoas com as palavras, trazendo informação e um conteúdo de valor. [Guest Author]

Deixe um comentário